Exercícios Abdominais Queimam Gorduras?

Os exercícios abdominais são importantes para o organismo, mas não são eficientes quando o assunto é queimar gorduras, por apresentarem um gasto calórico muito pequeno quando comparado com outros grupos musculares.

O objetivo dos exercícios abdominais é promover o fortalecimento e a tonificação da musculatura da região abdominal e não a queima calórica.

Por isso mesmo eles não estão entre as opções mais indicadas para quem deseja diminuir a gordura abdominal, subcutânea ou gordura visceral abdominal.

Na verdade todos nós queremos perder gordura abdominal porque é nesta região do corpo que ela se acumula em maior quantidade, principalmente entre os homens.

Já nas mulheres além do abdômen essa gordura também se concentra em grande parte no quadril e nas coxas.

Como não é possível escolher a região do corpo para queimar gorduras, o ponto crucial de todo trabalho com o objetivo de reduzir o volume abdominal é a alimentação.

Uma dieta balanceada e equilibrada voltada para essa finalidade é o fator decisivo para perda do volume abdominal, principalmente quando aliada aos exercícios aeróbicos.

Neste caso os treinos físicos devem envolver grandes massas musculares, pois, além forçarem a parede abdominal a trabalhar de forma mais intensa ainda promovem um gasto calórico maior.

Qual A Importância Dos Exercícios Abdominais?

Exercícios abdominais definem a barriga

Os exercícios abdominais são importantes para o fortalecimento e enrijecimento dos músculos da parede abdominal, beneficiando assim a circulação sanguínea na região e também o metabolismo local, além é claro de melhorar a parte estética.

A musculatura abdominal é composta pelos músculos reto abdominal, oblíquo interno e externo e o transverso abdominal. Parte dessa musculatura se junta ao CORE, cinturão muscular que contém os músculos da região lombar, pélvica e quadril.

E a principal função desses músculos no organismo é dar suporte, manutenção postural corporal, estabilização do corpo de uma maneira geral e proteção das vísceras, promovendo uma pressão externa que auxilia nas diferentes funções fisiológicas do corpo, melhorando sua eficiência.

Qual A Forma Correta Para Trabalhar Com Os Exercícios Abdominais

Exercícios abdominais prancha frontal

A forma bastante segura e muito eficaz para trabalhar os exercícios abdominais envolve uma ação de todo o bloco funcional dos músculos do tronco, utilizando os exercícios funcionais e posturais.

 

Dessa maneira a dica é fazer vários tipos de exercícios abdominais, trabalhando os retos abdominais, a parte inferior, posterior e também as laterais do abdômen. A prancha frontal é umas das melhores formas de executar esses exercícios, pois, trabalha toda a região abdominal, anterior, posterior e lateral.

Como o foco dos exercícios abdominais é o fortalecimento muscular esses treinos devem ser de pouca duração no máximo 20 minutos. Treinos feitos por mais tempo podem ocasionar a fadiga muscular e até mesmo lesões.

Esse fortalecimento não irá propriamente queimar a gordura acumulada no abdômen mais vai melhorar sua aparência deixando ele mais definido.

Exercícios abdominais no solo

É aconselhável não realizar os exercícios abdominais todos os dias, pois, a musculatura precisa de no mínimo 24 horas de intervalo para descanso. Esse repouso é necessário para que as fibras musculares se recuperem e alcancem o máximo de seu potencial, gerando assim a tonificação desejada.

É importante lembrar que antes da execução de qualquer atividade física é preciso fazer uma avaliação médica e estando apto contar sempre com orientação de um profissional na área da educação física.

A prática de atividades físicas como os exercícios abdominais, quando praticados de forma errada, podem trazer sérios riscos à saúde como a degradação do pavimento pélvico, problemas de coluna, dores nas costas, no pescoço, hérnias de disco e até mesmo a incontinência urinária.

É sempre bom lembrar que exercícios mal executados podem agravar ou até mesmo criar patologias. Inclusive a sobrecarga muscular pode ocasionar dores e lesões que irão prejudicar todo o programa de treinamento.

Gostou desse artigo então curta e compartilhe! Deixe o seu comentário logo abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.